BIGsales

VENHA SER BIG!

Ecommerce em Portugal com crescimento constante

crescimento constante

Apesar de ainda lento, o comércio eletrónico português apresenta crescimento constante nos últimos anos

 

A Europa é uma das regiões mais relevantes para o comércio eletrónico mundial, com previsão de crescimento entre os 8% e 10% para 2024, devendo atingir 1 trilião de euros. Segundo um estudo realizado pela ecommerceDB (ECDB), com um crescimento constante, o ecommerce contribui com 4,8% para o PIB de Portugal, posicionando o país no 8º lugar no continente.

De acordo com o mesmo estudo, em média, 62% dos consumidores europeus fez compras online em 2022, com alguns países quase atingindo a marca de 100% da população a consumir pela internet, como é o caso da Dinamarca. Principalmente, as economias do sul e do leste europeu têm vindo continuamente a ganhar relevância e potencial no ecommerce.

Sobre Portugal, o Relatório Anual da ANACOM mostra que cerca de 55% dos portugueses, entre os 16 e os 74 anos, efetuam compras e/ou encomendas online, sendo os consumidores entre os 25 e os 74 anos os que mais transações realizam pela internet. A tendência é que este índice aumente rápido nos próximos anos, já que cerca de 81% dos portugueses acederam regularmente à internet em 2022.

 

Jovens são quem compra mais através da internet em Portugal

Mais de 90% dos utilizadores de internet portugueses da geração Z, que são os nascidos a partir de 1995 até aproximadamente 2010, e da geração Y, pessoas que nasceram entre 1980 e 1995, também conhecidos como Millennials, afirmam ter o hábito de fazer compras online.

Resultado de estudo da Marktest afirma ainda que, na geração X, que contempla as pessoas nascidas de 1964 a 1983, e nos ‘baby boomers’, os que vieram ao mundo entre 1947 e 1963, os hábitos de compra online recuam para os 52% e os 35%, respetivamente. Vale ressaltar, porém, o número de portugueses com mais de 65 anos que acede regularmente à internet, que praticamente duplicou nos últimos cinco anos.

Sobre a forma de acesso, o estudo conclui que 100% da geração Z usa o telemóvel para estar online. O valor recua para os 98% na geração Y e cai para os 81% na geração X. Entre os portugueses com mais de 65 anos, apenas 35% dos que acedem à internet dizem fazê-lo através de smartphones.

 

O que compram os portugueses?

Mais uma investigação, desta vez o Ecommerce Report 2023, dos CTT, mostrou que o setor preferido pelos consumidores online em Portugal é o da moda. Além de mais procurada, ela apresenta crescimento anualmente, e registou mais 1 ponto percentual em 2023 em comparação com 2022.

Um reflexo da presença dos mais jovens nas compras online, é o facto do mercado editorial ter conquistado mais público no Instagram e TikTok, plataformas digitais cada vez mais utilizadas pelos “e-buyers” da geração Z nas suas compras, enquanto decresceu 3.8 pontos percentuais no ano passado face ao ano anterior, no retalho físico.

 

Empresas não acompanham o “boom” dos consumidores

Portugal navega hoje uma das principais ondas de modernização no comércio. O fortalecimento do ecommerce impulsionou a economia portuguesa e prevê-se que continuará a fazê-lo. No entanto, embora a presença online esteja a aumentar, a utilização do ecommerce ainda está em desenvolvimento no país. Em Portugal, mais de 60% das empresas já possuem um site, mas apenas 16% delas vendem online.

À exemplo de outras economias europeias, Portugal tem já outro olhar sobre o ecommerce, reconhecendo uma alta carga de importância pela proximidade junto dos consumidores e a simplificação dos processos. Apesar disso, o investimento empresarial no ecommerce e retail media ainda não está a acompanhar a descoberta já feita pelos consumidores.

 

Quer também apostar no comércio eletrónico? Conheça a BIGsales.

Coloque os seus produtos nos Marketplaces através da BIGhub e alavanque as suas vendas!